CONTATOS PARA SHOWS

(11) 94659 4686 Clodoaldo/Tyson



Pra curtir

Loading...

domingo, 24 de julho de 2011

Nosso projeto Reggae contra a violência

A musica "reggae conta violência", trata de todas as relações que vemos e ouvimos na mídia, descaso social,pais contra filhos e a avidez das pessoas pela televiolência, nos levando a ser consumistas da violência e temerosos uns pelos outros. Acreditamos que é preciso mais amor e amor pelo diferente, pelo abandonado, pelo discriminado e até por quem não gosta de nós, enfim o reggae é contra a violência

quarta-feira, 20 de julho de 2011

RAISSA CORSO FAZ EXPOSIÇÃO COM FOTOS DO CAPÃO VIRA REGGAE


A prosta do projeto CApão Vira Reggae é juntar artistas de diversas linguagens em torno do movimento reggae, tudo começou com o grafite do Beto, o artesanato de Lobão e Raissa Corso, que além de habilidosa com as mãos tem um olhar preciso e um bom gosto.  Vejam algumas fotos tiradas no bar do Sr. Rocha no dia 16 de julho, as Bandas flagradas foram Som D'Zion e Os Redentores, confira:
SOM D'ZION NA VIBE (foto: Raissa Corso)
Felipe e Crispim, SomD'Zion (foto: Raissa Corso)

Ricky dy Zion Som D'Zion (foto: Raissa Corso)

Os Redendores (foto: Raissa)

A bela voz dos Redentores (foto: Raissa Corso)

Nildo Reggae, Redentores (foto: Raissa Corso)

Clodoaldo baixo, Som D'Zion (foto: Som D'Zion)

domingo, 17 de julho de 2011

MUSICA DO PROJETO CAPÃO VIRA REGGAE!!!

Da uma conferida galera nesta que vai ser a musica (vinheta) do projeto CAPÃO VIRA REGGAE e postem um comentário se tem a ver com o evento que vc's particparam OK?

É SEMPRE UMA VEZ A CADA MÊS
IRMÃS E MANOS VÃO DANO AS MÃOS
ARTISTAS QUE GANHAM SUA VEZ
GRAFITI, ARTESÃO, DJ E SOM

É LOKO O CAPÃO VIRA REGGAE
REGGAE DOMINOU VIROU CAPÃO

NA BARRACA DO SALDANHA É SÁBADO
E NO BAR DO SEU ROCHA É DOMINGÃO
ATÉ BOB MARLEY RECOMENDOU
REGGAE DU BOM É NO CAPÃO

segunda-feira, 11 de julho de 2011

CAPÃO VIRA REGGAE - NOVAS BANDAS!!!

É com extrema satisfação que estamos anunciando a segunda festa  CAPÃO VIRA REGGAE, nesta oportunidade vamos ter nosso primeiro lançamento de CD do mano Shil, ''a primeira revolução é a pessoal", que é uma produção independente e conta com as participações do Dj Tano e de PH nosso brother. Outra grata surpresa é a banda UNIDADE, de Grajaú que vem pela primeira vez  compor com o movimento. As bandas que irão recebe-los serão os REDENTORES que tocarão no sábado a noite na barraca do Saldanha, juntamente com a banda UNIDADE a partir das 21h e no domingo a banda SOCIAL RHUTIS recebe o esperado CODNOME SHIL festejando seu lançamento no Bar do Sr. Rocha a partir das 18h não percam pois é tudo na faixa e alto Astral. confira nosso flayer digital:

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Equipe Som D'zion participa de evento no Jd Angela

Confira o video sobre a luta do pessoa do jd Boulevard da Paz(jd Angelam, zona Sul) que mostra as dificuldades de quem mora na periferia sem as condições mínimas.
http://vimeo.com/18508711 (click)
Neste Sábado (9/07 as 16:00h) a LUTA POPULAR promovera junto com as lideranças evento de conscientização e ação em favor de áreas para lazer e cultura dentro da comunidade. O coletivo LUTA POPULAR conta om jovens ativistas politicos, culturais, musicos, comerciantes, professores, fotografos, emrpeendedores sociais, grafiteiros e todos que querem ver um mundo mais justo e igualitario. É isso galera o REggae ta na rua das mudanças
CHEEEGA!!!!!

domingo, 3 de julho de 2011

O rasta deve se envolver em ações políticas???

Bob Marley, conseguiu juntar as mãos de adversários políticos num show, após ter sido baleado justamente por estas disputas eleitorais em seu país Jamaica.
Na oportunidade ele se cansou da direita e da esquerda daquele país, decretando que o rasta pensa na revolução e não em confortos estratégicos.



Ontem sábado ( 02 / 07), participei de uma reunião que apresentava pra comunidade, a proposta de seus moradores mais aguerridos, Sr. João e Neide Santos. Estes sempre sonharam em aproveitar um terreno da Cohab adventista no Capão Redondo, periferia de São Paulo, para utilizarcomo área para esporte e lazer.

Quando os conheci em 2005, percebi que não havia nestas lideranças a vontade de auto-promoção e oportunismo serviçal eleitoreiro típico das periferias. Estes dois, ela corredora maratonista e ele técnico de futebol de crianças, estavam realmente pensando em suas comunidades, nas mulheres e nas crianças do futuro. Com uma inocência politica rara, tentavam as próprias custas formar entidades jurídicas para transformar a realidade local. Formaram duas entidades a Associação Atlética Santo Dias e Associação de Moradores da Cohab Adventista 1. Com muito esforço conseguiram autorização para transformar o campinho da comuniade no CDC Nelson Nunes, uma espécie de centro esportivo comunitario com autorização da prefeitura, isto em 2008. Como não são coptados por nenhum politico e nem escravos de nunhuma legenda, não conseguiram um só real da prefeitura para concretizar a obra de construir a sede nem reformar o campinho.
Em 2009 a Neide que ja tinha transformado seu grupo de corredores em Projeto Vida corrida, submeteu seus projetos num site de arquitetos estrangeiros que apoiam projetos de apoio a comunidades e no site da NIKE num premio para mulheres que fazem a transformação a partir do esporte. AHhh!!!! não deu outra primeiro lugar no Brasil no prêmio NIKE GAME CHANGERS, (depois, é claro)prêmio de ESPORTE CIDADÃO da Prefeitura de São Paulo e escolha do projeto ESPORTIVO da ARCHITECTURE FOR HUMANITY. 

Agora eles estão  podendo!!! muita mídia, apoio da Prefeitura, inspiração para criação do circuito de corrida de rua, matérias em jornais, revistas e na televisão. Convides para eventos internacionais, como o do presidente do BENFICA. Foi a deterninação politica de se manter com o pé na comunidade, mantendo o trabalho diário na comunidade, não vendendo seus ideais e sempre defendendo so interesses de sua comunidade que estes dois guerreiros conseguiram a confiança internacional e nacional nestes projetos.


Neste ultimo sábado mais uma pagina desta historia foi escrita com a apresentação oficial das fases de implantação do projeto de Centro Esportivo Nelson Nunes pela AFH e pela Fabrica de Projetos. Contou com a participação dos  moradores do bairro, corredores e ativistas sociais. O Arquiteto Alan Borguer, da Fabrica de Projetos apresentou as fases do projeto desde a concepção às propostas de melhorias do entorno. Como era de se esperar muitas questões foram levantadas sobre os benefícios e sobre os outros problemas da comunidade que poderiam ser contemplados pela proposta. As vezes as pessoas confundem: projetos sociais com o paternalismo aos quais os governos acustumam a população. Projeto social depende de reivindicação e ação!!!! A arquiteta Carla Dal Mass, da Architecture For Humanityorganizadora da reunião disponibilizou papel e canetas para que as pessoas também deixassem suas impressões e expectativas.

Depois disso reflito as palavras de Marley e existe um único amor e é este que se reflete no trabalho destes dois ativistas esportivos do Capão Redondo. Eu to com eles desde 2005 e só desejo vitorias , parabéns João Pedro parabéns Neide lembrem-se:    Jah vai na frente dos justos!

sexta-feira, 1 de julho de 2011

No reggae FAMILIA é importante!!

Envolvidos pelo espirito bom do ultimo show do CAPÃO VIRA REGGAE, a banda fez seu ultimo ensaio deste semestre na casa do Felipinho na sexta (24/06). Pra comemorar este começo de ano tão frutifero e próspero nada melhor que um bom e barato churrasquinho. Da uma olhada na disposição da galera!!!
e galera não dispensa uma carninha, um violão e aboa e envelhecida cachacinha do seu Tó... vaisegurando



Jocasta e Marlon vc's podiam dar alguma declaração????

Geralmente a cozinha é o baixo e bateria, mas neste dia todo mundo virou cheff

Marlon e Felipe

Opaa a galinha ta fugindo do meu pão!!!
tenho certeza que o que mais motiva de ter uma banda, não é a possibilidade do sucesso e a vaidade da exposição, mas a possibildade de transmitir mensagens e de ter relações com pessoas de bem e que estas relações promovam mudanças de comportamento. 
Neste sentido ter conhecido a família do felipe(nosso batera), 
dona Marlene e o sr. To, que inclusive sedem espaço para os ensaios e para estas estripolias churrásticas, foi uma das experiências gratificantes e inesperadas em se tratando de banda de jovens este componente familiar é muito astral. 
Lembrando da mãe do Marlon no ultimo show
Minha mae que foi naquele show do Ibirapuera, mostra que não existe separação de mundos ou uma necessidade de excluir pais e velhos do mundo do reggae!!. tenho certeza que a família é importante e o sentimento de familia dentro da banda é qu enos liga e que nos permite partilha os sentimentos e vibrações
Salve rapa